Como funciona

A principal ferramenta de interlocução da Rede é o seu informativo semanal, que é alimentado pela colaboração dos seus membros através do envio de informações e notícias diversas, posteriormente editadas e encaminhadas a todos os integrantes. Para além dessa atividade semanal, apoiamos a realização de eventos diversos e desenvolvemos projetos que colaboram para a consolidação de um campo de estudos efetivamente latino-americano. Apresentamos aqui, de forma sucinta, os cinco eixos de atividades que constituem o nosso programa:

Intercâmbio de informação

  • Informativo semanal;
  • Discussão de aspectos teóricos e formais no âmbito da Cultura Gráfica;
  • Apoio e colaboração no desenvolvimento de pesquisas e projetos de preservação.

Criação e consolidação de um grupo constituído por instituições, profissionais e estudiosos

  • Identificação de instituições, grupos de investigação, profissionais e programas educativos vinculados ao mundo do livro, da edição e da preservação do patrimônio gráfico na América Latina, buscando interlocução e articulação profissional.

Promoção e consolidação dos estudos em torno da Cultura Gráfica

  • Realização de uma bibliografia latino-americana da Cultura Gráfica;
  • Levantamento dos espaços de produção e de preservação da tipografia na América Latina;
  • Levantamento e divulgação de categorias de fontes históricas capazes de colaborar com a consolidação de um espaço latino-americano de estudos do livro e da edição, com ênfase para os modos de produção e para os aspectos materiais (periódicos, fundos editoriais, catálogos de editores, amostras de tipos, livros, museus, espaços de memória, oficinas etc.).

Apoio e parcerias na realização de encontros, seminários, exposições e publicações

  • Desenvolvimento de eventos e participação no processo de realização de chamadas, avaliações e pareceres;
  • Apoio na realização de livros e exposições, individuais ou coletivos;
  • Criação de uma agenda anual de eventos da área.

Reuniões de trabalho

  • Apresentação de proposta para o desenvolvimento de novos projetos;
  • Discussão e avaliação de projetos em desenvolvimento;
  • Avaliação de resultados e projetos finalizados;
  • Proposta, distribuição e atribuição de atividades e tarefas específicas entre os membros.